As Pelejas de Baltazar

 

SINOPSE

A mulher de Baltazar, Rosinha, acredita que está grávida, mas para ter certeza é preciso que Baltazar procure uma benzedeira e traga para confirmar. Ao ficar sozinha, Rosinha é engolida pelo Papa Figo. Ao chegar com a benzedeira, ambos se dão conta que Rosinha sumiu. Para que Baltazar possa recuperar sua Rosinha a benzedeira informa que ele deve vencer 3 desafios: encontrar a Mula Sem Cabeça, roubar o medalhão do peito do Nego D’água e brigar com o Lobisomem. Assim começam As Pelejas de Baltazar. Diversos personagens da cultura popular nordestina e brasileira fazem parte destas pelejas, que são contadas por dois brincantes, Mateo e Birico, que utilizam os bonecos de João Redondo para narrar esta saga com cenas de interação entre atores, bonecos e público, levando o espetáculo para além da tolda.

 

PROJETO DE MONTAGEM

A montagem de As pelejas de Baltazar prima pela interação entre atores e bonecos, sem perder de vista que estamos tratando de uma tradição, o João Redondo, que possui alguns códigos que precisam ser mantidos. Serão confeccionados bonecos especialmente para o espetáculo em mulungu e papel machê. Um dos diferencias da montagem é que o espetáculo ocorre também fora da tolda, já que diversas cenas são trazidas para muito próximo do público através de um dos atores e da tridimensionalidade do cenário.
Mesmo utilizando um texto, o espetáculo também valoriza a interação com o público e o improviso, justamente por ser um trabalho montado para a rua, o que faz do jogo cênico algo dinâmico e colocando os atores/brincantes em constante estado de alerta.
Outra opção da montagem foi uma trilha sonora híbrida, tocada ao vivo pelos atores em determinadas cenas e outras a utilização de som eletrônico. Estas últimas também tem como mote a homenagem as bandas filarmônicas e músicos da região do Seridó Potiguar que tanto embalam as festas locais e o cotidiano dos seridoenses.

 

FICHA TÉCNICA:

– Direção: Lourival Andrade
– Dramaturgia: Emanuel Bonequeiro
– Elenco: Emanuel Bonequeiro e Alexandre Muniz
– Cenário, figurino e iluminação: Custódio Jacinto
– Confecção dos bonecos: Emanuel Bonequeiro
– Finalização e acabamento dos bonecos: Custódio Jacinto
– Trilha sonora: Lourival Andrade
– Execução de Trilha Sonora: Custódio Jacinto
– Produção: Tatiane Fernandes/Mapa Realizações Culturais

 

PREVISÃO DE ESTREIA: Após o término do isolamento social por conta da COVID-19

 

Gostou Desse Post?

Então compartilhe agora mesmo!

Facebook Whatsapp Twitter