É Preciso não ter medo, é preciso ter a coragem de dizer

 
 
O projeto de montagem que tem como personagem principal Carlos Marighella e pretende levar para as ruas e praças a saga e as lutas de um dos mais importantes ativistas dos direitos humanos e da democracia do século XX na América Latina. Para tanto a Trapiá pretende convidar atores e atrizes, além do núcleo da companhia, dispostos a experimentar o espaço da rua e sua complexidade.

Partindo de uma dramaturgia que tem como sustentação a bibliografia relacionada a personagem, seus poemas e entrevistas realizadas com pessoas que conviveram com Marighella e que acompanharam de perto suas lutas e angústias.

Um homem dedicado e obstinado em construir uma sociedade mais justa e fraterna, lutou contra dois regimes ditatórias – o Estado Novo (1937-1945) e a regime civil-militar (1964-1969 – ano em que foi assassinado), sempre pautando suas lutas no direito aos mais pobres e não deixando morrer dentro de si a poesia e a sensibilidade.

 

FICHA TÉCNICA:

– Direção: Lourival Andrade
– Texto: Junio Santos
– Elenco: Alexandre Muniz, Emanuel Bonequeiro e convidados
– Cenário, figurino e iluminação: Custódio Jacinto
– Maquiagem e visagismo: Bruno César
– Trilha sonora original: Junio Santos, Aglailson França e Emanuel Bonequeiro
– Produção: Tatiane Fernandes/Mapa Realizações Culturais

Gostou Desse Post?

Então compartilhe agora mesmo!

Facebook Whatsapp Twitter